domingo, 17 de fevereiro de 2008

Frésias campestres

A pródiga primavera desponta. As flores desabrocham por tudo quanto é sítio. Estas são as primeiras que abrem os olhos em dia de festa. Ontem foi um dia muito especial e, como tal não podia passar despercebido. Não vou mostrar pormenores da comemoração dos 62 amos de vida da minha jóia da coroa mas , prometo que jamais esquecerei este dia.

3 comentários:

Cris Bolbosa disse...

Fresias campestres? E essa cor cor de tijolo?
Diz-me João, são silvestres?
pergunto isto porque o ano passado apareceram-me umas nesses tons e não me lembro de as ter sequer plantado.
Será que existem cá frésias silvestres?
Cris

Espaço do João disse...

Cris.
Como as frésias se degeneram, pode ser efeito de polinização. No entanto ainda não encontrei sementes nas campestre mas! pode acontecer que raramente isso aconteça e, as sementes sejam transportadas pelos pássaros como acontece com outras plantas. João

Espaço do João disse...

Olá Cris.
Recebi uma nova mensagem em que dizías que tinhas escrito nova mensagem em frésies campestres. Não consegui decifrar a mensagem.Se não te importares volta novamente a enviá-la para ver se compreendo teu desejo. Beijos joão.