quinta-feira, 29 de maio de 2008

28 de Maio de 1926

Alguém se lembrou da data de ontem? Foi precisamente a data em que os esbirros se soltaram. Desde essa data até ao 25 de Abril, jamais soubemos quem nos escutava e, quem nos denunciava.
Tanto me lembro daqueles que sofreram na carne as agruras de então. A canção Grândola Vila Morena onde diz " Em cada esquina um amigo " Antes seria :- Em cada esquina um "inimigo"... em cada rosto a igualdade, ler-se-ia em cada rosto a "desconfiança". Felizes daqueles que como eu, pode respirar a liberdade. Vivi esses tempos e, ainda hoje me arrepio só de me lembrar, as injustiças da leitura do" pensamento"... Sim!! Porque o pensamento não tinha liberdade. Basta recordar ou fazer recordar o chamado Lápis Azul. Ainda bem que houve alguém que gritou ; Não Há Machado Que Corte a "Raiz ao Pensamento e "Há Sempre Alguém Que DIZ NÃO.

7 comentários:

José Luís disse...

Por acaso esta data deveria ser mais falada para reavivar a memória de muita gente em especial os "bem instalados de cá",porque em muinta coisa existem semelhanças no sistema que vigorou de 28 de Maio a Abril de 74.Continua a nos presentear com flores maravilhosas.Que tenha uma boa semana.Um abraço para todos.

Joana Dalila Santos disse...

Não me lembrei, nem me lembraria se não fosses tu. Por isso, ainda bem que o fizeste. Obrigada. Concordo com o José Luís quando diz que se trata de uma data que deveria ser mais falada. Porque não houve ninguém que se referisse a ela! É triste, a meu ver.`*

Sophiamar disse...

Lembrei-me sim, João! E devia ter feito um post! É que não podemos esquecer que foi nessa data que começou a ditadura que vigorou até 1974. Bem hajas por tê-lo lembrado!

E eles iam comendo tudo!

Beijinhos

Rui Caetano disse...

Uma boa lembrança, as memórias devem ser preservadas.
Já lhe enviei meu livro.

Dama do Lago disse...

As pessoas que viveram esses tempos não devem deixar que as novas gerações esqueçam. O esquecimento é justamente aquilo que faz com que tais regimes voltem de tempos a tempos...

Bichodeconta disse...

Mesmo nas noites mais frias..
Em tempo de servidão...
Há sempre alguém que resiste..
Há sempre alguém que diz não...
E dizer não, é preciso... é urgente dizer BASTA..Ergamos as nossas vozes..façamos da fraqueza força e certamente tudo poderá mudar.. Demora, mas um dia este povo vai entender que a força pode ser de quem trabalha..

Um Momento disse...

Tempos de memórias... inesqueciveis meu Amigo...

(*)