sábado, 23 de agosto de 2008

Arrozal da Comporta

Estou convencido que dentro de poucos anos deixarão de esxistir. Altos valores se sobrepõem, que o voar da cegonha, pois toda esta região será um polo turístico que vai desde Tróia até Melides. Teremos que arranjar atalhos se quisermos ir até às praias do Sudoeste Alentejano . Tudo está nas mãos do Poderoso Belmiro de Azevedo.

3 comentários:

Sophiamar disse...

Espero que estas planícies a perder de vista não desapareçam tão depressa.o betão não é mais bonito.
Que pena!

Beijinhos

Pascoalita disse...

Campos de arrozais lembram-me a minha adolescência e a zona de Alcácer do Sal, onde passava em garota a caminho do Alentejo e viam campos de cultivo de arroz ... homens e mulheres equipados a cuidar dele.

Espaço do João disse...

Reparem que ao meio do lado superior direito ainda se vê uma cegonha em pleno voo. Esta de certeza que por esta altura deve andar pela casa da "Crassula" ou então já está de volta. Parece-me bem que já há novidades.