domingo, 24 de agosto de 2008

Figos

Para quem não sabe.
A figueira dá flor. Estas encontram-se na ponta dos figos como podemos observar em pormenor. Reparem que na ponta do figo, está a sua flor. Quando a flor não abrir, o figo não desenvolve e morre.

20 comentários:

f@ disse...

Os nossos figos doces e belos... desconhecia a flor... é bonito quando a flor acompanha o crescimento do fruto.
sei que existe uma lenda associada à aparente ausência de flor na figueira... não me lembro mas tenho ideia de uma lenda trágica... assim com esta delicada flor que aqui nos mostra tudo tem agora um sentido bem mais belo... obrigada pela informação, quem sabe sabe... se encontrar a lenda venho cá de novo para lhe contar...
beijinhos das nuvens

Pascoalita disse...

Não sabia mesmo!

Nunca reparei bem nesse aspecto, nem fazia ideia que isso fosse a flor e/ou que da sua floração dependesse o desenvolvimento do figo.

Tenho uma figueira no quintal e tentarei reparar nesse pormenor.

Já agora obrgada pela informação. Sempre a aprender :))

Um beijo

Pascoalita disse...

Ao ver aqui a figueira, lembro-me de bricar com os meus irmãos, fazendo sapatos com as suas folhas ahahahah

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

João:
Lindos figos! Pena que não me apetecem! Aqui está tudo bem, eu estou bem e papai a cada dia melhor.
Vc viu o lindo jardim que fiz com as rosas que me deu?
Um abraço,
Renata

maria papoila disse...

Olá :)

Estou de passagem, a laurinha das résteas de sol organizou uma corrida de bicicleta ... já deu confusão, mas eu safei-me bem. Só me parece que me desviei demais do caminho ... tenho a impressão que braga fica pró lado oposto, não?

Mas ainda bem que aqui vim dar ... fiquei a saber umas coisas, como por exemplo que há "figos pita" ahahahahah

Gosto daqui!!! Posso voltar quando os figos estiverem maduros???

maria papoila disse...

Já agora, quem diria que isso era uma flor!!! Parece mesmo a "cloaca duma galinha"

Desculpe a minha ignorância, mas já comi figos e nem sabia o que era essa coisa esquisita que parece o ... "olho" ahahahah

maria papoila disse...

Sr joão doeste espaço,

Não se ofenda, please!!!

Dei uma cambalhota ali em cima, por culpa da maura, e calhar afectou-me a caixa dos pirulitos ahahahahah

maria papoila disse...

correcção:

"LAURA"

Eu não digo que não tou bem?

Arte Autismo e www.arteautismo.com disse...

Oi João , eu quero te agradecer a sua visita no meu espaço para ver as tuas histórias.
E falando do teu figo....
O fruto carnoso da figueira (Fícus carica) é conhecido desde os primórdios da humanidade, com relatos na Bíblia. Pesquisadores estimam que sua procedência seja do sul da Arábia, de onde se espalhou para o mundo. No Brasil, chegou com os portugueses no século 16. A variedade Figo Roxo foi introduzida pelo italiano Lino Busato, em 1900, em Valinhos/SP. Imigrantes italianos ali radicados começaram a produção comercial no País. A cultura se tornou tão importante para o município que a variedade é conhecida, hoje, como “De Valinhos”. “Existem mais de 150 variedades de figos, com cores que vão do branco ao verde, marrom, vermelho, roxo e até o preto”, relata o professor Rogério Lopes Vieites, do Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial da Faculdade de Ciências Agronômicas, da Unesp, em Botucatu/SP. Seu cultivo se dá em São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e, mais recentemente, nas serras do Ceará.


O figo é consumido verde, na forma de doces, e maduro ao natural. Vieites explica que “o valor nutritivo muda conforme a variedade. É rico em açúcar, contém sais minerais, sendo um dos frutos de clima temperado que possui mais cálcio. Possui ainda cobre, potássio, magnésio, sódio e traços de zinco”.
Portanto João tens uma jóia aí.
Uma boa semana para ti.
Ray

Arte Autismo e www.arteautismo.com disse...

João no icio do meu comentário eu queria dizer:
Obrigada por sua visita ao meu blog e suas amáveis palavras.
E aqui vim para ler suas histórias,
abraços.
Ray

Ana disse...

Olá João!
E tu achas que me esqueço de ti rapaz? Ando de dia para dia para visitar o teu lindo cantinho e aparece sempre alguma coisa que me impede. Acredita que é verdade.Hoje tinha tirado a tarde para isto, apareceram aqui em casa levaram-me e só regressei agora. Ah! Mas vim com figos sabias? Deram-me um cestinho com uma dúzia deles, sabem que adoro e fazem muito bem à saúde pelas vitaminas que tem. Já vi que tens uma figueira pela foto. Este ano não devo poder ir comer figos, mas para o próximo ano vais ver se não apareço por aí com a nossa querida amiga Teresa.
Um abraço de amizade,
Ana

paula barros disse...

Oi, João
Vim conhecer seu blog através do blog da Maria. Ficaram lindas as palavras dela, junto com sua flor.

Adoro doce de figo. Na casa do meu ex-sogro tem. E nunca vi a flor. Mas doce já comi muito.

Um prazer estar aqui.
abraços

paula barros disse...

João
Que blog gosto, leve, cheiros, aromático, saboroso...muito bonito. Agradável de se passear. Lanchei uvas, cherei as rosas, comi figos e andei na praia...
abraços

ameixa seca disse...

Adoro figos... essa da flor não sabia. Sei é que às vezes sai uma resina que é muito docinha ;)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

João:
De novo com problemas, agora o meu irmão, de novo com vontade de ir embora. Dê-me uma força, amigo. Vá ao meu Blog.
Um abraço,
Renata

São disse...

Engraçado, não aprecio muito figos assim, mas adoro figos secos.
E meu Pai adorava figos...
Bem haja.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

João:
Obrigada pela força. Já corrigi o endereço do seu Blog.
As coisas estão melhorando.
Um abraço,
Renata

amigona avó e a neta princesa disse...

Adoro figos João! ADORO! Beijos, amigo...

Alfazema Azul disse...

Voltei para falar das minhas gentes, da minha terra, das memórias vivas e reais que perduram na minha alma e no meu coração.

Beijinhos

greentea disse...

na terra das avelãs não há figos , este ano...
alterações climáticas !