domingo, 5 de outubro de 2008

Diospíros



Sirvam-se à vontade. São tantos que não consigo comê-los todos. Tenho oferecido muitos mas, mesmo assim não sei que fazer a tantos. O problema é que são muito bons e custa-me vêlos se estragarem. Muitas vezes convido pessoas a irem buscá-los mas, parece-me que ainda sou obrigado a pô-los nas suas casas.Curioso que são totalmente biológicos e não teem bicho.

20 comentários:

Xavier disse...

e pensar que tanta gente desejaria tanto um fruto desses, com toda a fome no mundo...

abraços, João.

Carla Silva e Cunha disse...

ola adorei gostava que fosse a arte-e-ponto.blogspot.com

sweet disse...

A minha mãe também tem o mesmo problema, o que ela costuma fazer é apanhá-los e ir a casa das pessoas levá-los, o engraçado é que parece que ainda são essas pessoas que lhe estão a fazer um favor em aceitá-los e não o contrário, e são essas mesmas pessoas que se necessário vão a um hipermercado e compram-nos...

José Luís disse...

Por acaso estão bem bonitos.Se não fica-se tão longe (e como não posso ir a nado...)fazia-lhe uma visitinha e ajudava a papar alguns.Um abraço.

ameixa seca disse...

Eu adoro, mas têm que estar muito madurinhos para não travar a língua :)
Vou tirar dois, ok?

Cris Bolbosa disse...

Hummmm, que pena eu não gostar de diospiros, senão aceitava com muito gosto;)
Um bjo

Ana disse...

Adoro diospiros, mas estás tão longe! Acredita que se estivesse perto quem ia apanhar alguns era eu. É um fruto que tem muito ferro. Podes apanhá-los ainda meios verdes e deixar amadurecer, vais ver que aguentam muito tempo. A minha mãe tinha um diospireiro e cheguei a come-los em Dezembro.

Beijinhos

Xavier disse...

Pois é, professor.
Mas você faz bem a sua parte.
E temos esperança.

Um abraço sincero.
Continuemos...

Rubi disse...

Se realmente e dificil consumi-los, porque nao vender uns quilinhos?

Beijinhos

Maria Dias disse...

Oi João...

Passando para convidá-lo a passar no meu Avesso...Tenho uma postagem nova.

Beijo e um ótimo dia.

cris disse...

Oi!
Respondi seu comentário lá na Rose!
Muito lindo aqui, voltarei mais vezes se assim você permitir...

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

João:
Dado que estou vivendo no limite do insuportável e não sei onde vai dar isso, para não deixar o meu Blog às mocas, estou fazendo pequenas postagens, em geral imagens de filmes e poemas relacionados que eu traduzo. Quero que vá ver, mas esta é a última vez que chamo. As pessoas tê de ir espontaneamente.
Um beijo,
Renata
Vou pôr as suas rosas

Pascoalita disse...

Que raiva estares tão longe, João!

Já disse que o meu diospiro este ano não tem frutos, muito provavelmente devido aos gatos afiarem as unhas no seu tronco.

Quando há cerca de 5 anos comprei o meu, ofereci um igual ao meu vizinho do lado que agora está carregado de frutos, por sinal já maduros.

jinho

Bichodeconta disse...

Pois é João, é que as ofertas virtuais não fazem desaparecer da árvore os diospiros... Adoro essa fruta, bem madurinha, deliciosa.. Na próxima encarnação vou ter um terreno com árvores de fruta e claro, este terreno fica junto ao mar... Um abraço ao João e claro, á dona Fernanda sua companheira de uma vida..Que Deus vos preoteja nesse caminhar..

Emília disse...

Ai, quem me dera esses diospiros!!1 Eu adoro essa fruta e a minha filha mais velha também. Bem madurinhos são deliciosos!!!

Perla disse...

Pena não estar mais perto...

Bichodeconta disse...

Passei para colher mais um disospiro para o lanche e aproveito para deixar um abraço e o desejo de bom final de semana..João é melhor levar farnel, a Laurinha anda a viajar..

JC disse...

Gosto muito de diospiros. Tive que cortar um diospireiro que tinha um significado especial para mim. Tinha sido plantado pelo meu avô, pessoa de quem guardo as melhores recordações. Corteio porque os diospiros não se podiam comer estavam sempre com bichitos no interior. Deixei o tronco para assinalar um marco de alguém que muito me marcou e apesar de já ter falecido continua a marcar.

Suzana Inglez (Suka) disse...

Que benção!

Uma casa gostosa de visitar, se me permitir, voltarei mais vezes.
Abs.

Ana Ramon disse...

Mas que sorte! O meu diospireiro praticamente não deu frutos... Aliás aqui nesta zona, tirando as melancias e as physalis semeadas por nós e os figos, castanhas e medronhos na mata, parece que não se comeu mais nenhuma fruta daqui. Essa foto é um prazer para a vista.
Beijinhos