quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Juliette Greco



As grandes Divas não morrem. São como as árvores, se morrerem, morrem de pé. Esta Senhora actualmente com 82 anos ainda canta e encanta. No palco, continua a ser o recordar de muitas infâncias que apreciavam e, tentavam seguir seus passos. Lamento a mim próprio não a ter visto na sua recente apresentacão no Porto, onde estive na véspera do seu espectáculo. Não a esquecerei e, humildemente apresento as minhas desculpas. Que vivas mais uns bons anos e que tua garganta aguente esse teu grande esforço. Obrigado Juliette Greco.

15 comentários:

Rubi disse...

Nao morrem, nao!!!

São disse...

O talento nunca morre, meu caro João.
Tive a prova disso através de Charles Aznavour no Pavilhão Atlântico e de Leonard Cohen no Passeio Marítimo de Algés.
Feliz final de semana.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Juliette Greco, tenho vinis com canções interpretadas por ela. João, além da saudades, quero que vá ao meu Blog para ver como está diferente.
Um abraço,
Renata

Teresa Calcao disse...

Ola Joao,
Ja estava com saudades do aroma das tuas flores ....e tambem de escutar estas musicas que trazem tantas recordacoes!!!!!!
Beijinho

JC disse...

Estas pessoas nunca morrem, mesmo que físicamente isso aconteça, pois o seu legado não deixa que isso aconteça.
Abraço

Maria Dias disse...

Elas serão sempre lembradas...E merecem q o sejam!

Bom domingo querido!

Beijinho

f@ disse...

O talento é imortal... não conhecia... mto bonita, obrigado pela partilha.

Beijinhos das nuvens

Rose disse...

Qdo fazem acontecer e valer nunca morrem.
Um abraço bem apertado e um beijo bem estalado, meu querido.

São disse...

Venho convidá-lo a visitar a civilização maia. parte 1, no SÃO.
Espero que esteja bem e assim continue, com os seus.

Cusquinha endiabrada disse...

Que bonita homenagem!!! Linda voz, linda musica, lindo tudoooooo

Um beijo da Cusca endiabrada

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido João, belíssima música, que nunca deixa de ser uma maravilha ouvir... Parabéns pela escolha!... Beijinhos de carinho, amigo e resto de boa semana,
Fernandinha

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Juliette Greco, existencialista, gostava, quando pequena, das canções que interpretava. João, venha ao meu Blog não só para ver a postagem, mas também para matar as saudades. Não cultiva mais rosas?
Um abraço,
Renata

NELIO disse...

Olá amigo João espero que tudo esteja bem consigo.....passe pelo meu blogue tem um prémiozinho para si um abraço....

amigona avó e a neta princesa disse...

Estou contigo nestas recordações João! Um abraço...

Goddess Night disse...

Acredito que quando fazemos aquilo que gostamos, recebemos o privilégio da vida nos acrescentar anos...
Também admiro Juliette Greco.