quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

oliveiras

Antes da formação do grande lago que constitui a Barragem de Alqueva, foram removidas milhares de árvores, especialmente Oliveiras. Foram transplantadas em várias regiões do país. As duas publicadas neste espaço foram parar a Carnaxide, onde gozam de boa saúde.

9 comentários:

avogi disse...

Outras vieram para a RAM.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Quando vim para Portugal há muitos anos, não apreciava nem azeitonas nem azeite e agora sou um fã !

E gosto não só do fruto com gosto da árvore !

beijinhos

Verdinha

Je Vois la Vie en Vert disse...

Olá João desde há pouco,

Voltei para te convidar a juntar-te à festa da Laurinha no

http://jevoislavieenvert3.blogspot.com/

Podes trazer azeitonas...

Beijinhos

Verdinha

Ana disse...

Olá bom dia amiguinho!!!:-)))
Ainda bem que alguém teve o bom senso de as transplantar noutros lugares, porque a Oliveira é uma árvore muito bonita, tanto pelas lindas folhinhas como pelos frutos tão importantes para a "saúde". Aqui na região norte também existem algumas que vieram de outros sítios, especialmente nas Rotundas que ligam a cidade de Ílhavo às Praias da Barra e Costa Nova.
Vivi numa aldeia onde havia uma rua ladeada de Oliveiras e chamava-se mesmo "Estrada das Oliveiras" que dá acesso à Fábrica da Vista-Alegre. Cheguei a apanhar azeitonas:-))
Tem um lindo fim-de-semana!!!
Jinhosss,
Ana Paula

.Lis disse...

Oi,João
Adorei amanhecer apreciando essa árvore que remete-nos aos tempos passados, com tantas histórias - o monte das olveiras - é uma delas. É
uma árvore que nunca vi, adoraria colher azeitonas rsrs
Abraços, João muito agradeço seus escritos no meu espaço onde deposito a alma nos versos dos poetas.
Um ótimo fim de semana, com alegria .
meus abraços

Rose disse...

Nunca vi um de perto, ao vivo e em cores...rsrs.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Obrigada, caro João , por teres vindo à festa da Laurinha ! As azeitonas estavam deliciosas !
Não te preocupa com os erros de dactilografia, toda a gente faz e eu não só as faço como também faço erros de português mas não estou minimamente preocupada porque sou mesmo assim : gosto de conversar, de conviver, tenho sotaque, não falo mal português mas não falo perfeitamente mas faço-me entender e é isso que importa !
O meu marido é português mas não peço a ajuda dele para nada. Estes cantinhos são meus e têm as minhas características, boas ou más, são minhas ... :-)

Beijinhos

Verdinha

NELIO disse...

Olá amigo João tudo bem por essas bandas???já muito frio??por cá ainda está quente...
Também veio sim umas para a Madeira,vê-se por aí....
Um abraço a si e família...

Concha disse...

Temos algumas cá no condomínio onde habito, garanto que estão de boa saúde.
Beijos