quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Constituição Política de 1822 e Carta constitucional de 1826

Corria o ano de 1828. Era proclamado rei absoluto, Sua Alteza Real El-Rei D. Miguel I. O Absoluto
Como o rei era o chefe supremo da nação e, ditava as sentenças, surgiu na sua presença um criminoso que seria condenado à morte. Levado à presença do Rei, o criminoso, rogou perdão a El-Rei, alegando que estava a ensinar um BURRO a ler a constituição política de 1822. Surpreso, Sua Magestade, prolongou a sentença, recomendando ao criminoso que se dentro dum ano não lhe levasse à presença o referido burro e, se este não soletrasse a referida constituição o mandaria executar.
Após lido o libelo, o criminoso saiu juntamente com o seu defensor . Este, perguntou-lhe como se iria safar desta situação, sabendo de antemão que era impossível que tal acontecesse.
Prasenteiramente, o arguido respondeu:-
Ora essa; dentro de um ano ou morro eu, ou morre o Rei, ou morre o burro.
Acontece como todos sabem, que no ano seguinte, El-Rei D. Pedro o Liberal, era proclamado Rei e, D. Miguel I seria deposto e, expulso do país.
Este episódio, é narrado porque ainda hoje, se dava a notícia que o Ex presidente do BPN, Oliveira e Costa não foi ouvido em Tribunal visto se encontrar bastante enfermo e de gravidade.
Assim sendo, muito provávelmente nunca será julgado!!! O crime compensa...

3 comentários:

carol disse...

Ó amigo João, agora deu-lhe para a História! Com aquele título até me assustei! Mas, depois de ler o texto, entendi: é mesmo assim! Cá em Portugal o crime compensa. Especialmente quando se trata de gente com dinheirinho...

AVOGI disse...

Ó joao no espaço desce À terra. deixa a historia para os ...parvos, esta historia. e trta da stua splantas e da tua cadela que na foto de baixo está linda e a magnolia tb. olha, deste com a cabeça na prateleira dos livros de historia? Ou dormiste com a histoira dos malfeitores debaixo da cabeça a servir de travesseiro?
kis :=)

M. disse...

João: assististe? Com a Avogi? E a Carol?

Caramba...fiquei deveras ...nem sei descrever:)

Gosto de História (sobretudo na primeira pessoa)...E achei admirável a ligação que fizeste entre o passado e o presente.

Não mudamos nada!!! E uma das razões é porque ninguém sabe história.

Parabens pelo post.