quarta-feira, 6 de abril de 2011

Engenho de furar ( vamos fazer couvetes para sementeiras)


Com a broca "craniana" montada, é só furar e, vamos pôr mãos à obra.

12 comentários:

Rose disse...

Amigo, o que isso fura? madeiras?
Interessante engenhoca.
Bjs.

Lis disse...

Oi João
não conhecia a ferramenta pra fazer as tais " couvetes ", é isso?
couvetes - palavra que desconhecia aqui chamamos de formas de gelo ou pratos de isopor.
enfim alguém que fala o bom portugues rs
sempre aprendo muito aqui.
abraços João

empresário agora com fabricação artesanal ou loja de couvetes? rsrs
me diga se estou empregando certo o termo . rs

M. disse...

Nunca vi uma planta assim:)

Clarice disse...

Sou do tipo que só coloca alguma coisa no lixo depois de pensar muito se não há utilidade.
Gostei da tua criatividade. O que chamas de esferovite seria o nosso isopor? A se conformar, só poderia usar se colocasse um peso sobre a folha, porque o vento aqui, amigo, não é de brincadeiras e já perdi uma sementeira das de plástico que voou pelo terraço e nunca mais vi.
Pelo visto terás uma grande coleção de mudas.
Bom trabalho.

Kastanon disse...

Olhei para esta máquina e pensei: "mas eu não tenho uma máquina assim, como é que eu faço estes furos". Mas afinal é um berbequim perfeitamente normal, certo?


P.S.: obrigado pelo aviso.

Cacarol disse...

Tens tijolos?

Anamaria disse...

passei por aqui, vi essa ferramenta tão original e ainda aprendi uma palavra nova:couvetes! ai ai esse portugues castiço de vocês, portugueses, é muito lindo!

Micaela Fernandes disse...

Bem pensado.

CF disse...

para tudo é preciso uma certa dose de arte e criatividade... que ao meu amigo não lhe falta.
Abraço

Lucia disse...

Engenho e arte! Muito bem pensado, João.
Obrigada pela visita que me fez. Lá por aquelas bandas alentejanas, chamam barragem (sendo de terra, naturalmente). Os lisboetas gostam mais da palavra represa. Claro que quando está baixinha, como na primeira foto, fica mais com ar de charca. Repare que se trata do mesmo local, na 1ª e na 2ª foto, embora tiradas em anos diferentes e de angulos diversos.

Um abraço para si

Je Vois la Vie en Vert disse...

Isto é para um "profissional como tu !!!
Já agora, senhor profissional, tenho visto garrafas ou garrafões cortados ao meio em cima de morangos ou cimenteiras, o que pensas disso ???
Bom fim de semana !
Beijinhos
Verdinha

P.S. A tal senhora das "hortas"...será que está a pensar comprar o tal terreno mais tarde por tuttimeia quando ninguém se lembrar dela e construir uma bela vivenda com o dinheiro das verbas que meteu no bolso ????

Hugo Nofx disse...

Olá Sr.João! Desculpe a ausência, mas vim matar saudades. Com que então não gosta muito de gatos?!!! Os primos Farrusco e Mimoso ficaram bem nas fotos e, pelos vistos, tiveram sorte em se cruzar consigo.
Quanto ao grande José Viana, foi bom ter recordá-lo!!! Eu também gosto muito desse grande actor e pintor, que nos deixou em 2003(como o tempo passa...).`
É sempre bom vir aqui, Sr.João!
Abraço. Eu quero ver depois essas sementeiras.