domingo, 20 de janeiro de 2008

Porto Côvo e Ilha do Pessegueiro

Eis o Lugar de Porto Côvo com sua Ilha do Pessegueiro ao fundo, imortalizada pelo nosso cantor nortenho Rui veloso. É um lugar bem aprasível e digno de ser visitado. De vez em quando gosto de por lá passar e, hoje não foi excepção.

Aos poucos vou dando a conhecer os meus descendentes. Hoje coube à minha sereia que se encontrava com boa disposição. Na direcção da ponta de seu nariz vê-se perfeitamente a Ilha do Pessegueiro onde alguém por amor se matou novo...

6 comentários:

Goddess Night disse...

Ficou a nostalgia que este lugar sempre me deixou. Vou aí muitas vezes, porque nunca apagarei da minha memória umas férias que fiz há uns anos acampada numa cabana de canas(quando ainda era permitido acampar nas dunas) em frente à ilha. Ajudávamos o Ti Salgadinho, um pescador da terra e ele oferecia-nos peixe. Infelizmente já faleceu, mas nunca o esquecerei, nem a ele, nem Porto Côvo. Nessa altura ainda não existia a música cantada pelo Rui Veloso. Quando surgiu a música conhecia a história contada pelo "Tio Salgadinho".
No meu blog, também tenho por lá um post com uma foto da ilha.

Adorei, voltar a recordar tudo isto.
Muito obrigada. É sempre um bom post.

Beijinhos e boa semana

Crassula disse...

Também já fui visitar Porto Covo e fiz uma visita guiada à ilha do Pessegueiro e adorei! gosto imenso daquela zona...

São disse...

Essa zona é bonita, mas era linda quando a descobri há muitos e muitos anos atrás.

As fotos estão engraçadas.

Semana boa em companhia de sereia e demais família, caríssimo.

greentea disse...

como diria o outro ...."já fui muito feliz em Porto Côvo "...
emtempos que já lá vão , mas nunca cheguei a ir à Ilha, só fiquei do lado de cá ... na Lagoa de Santo André fui muitas vezes acampar e muitas férias passei na Zambugeira ou Vila Nova de Milfontes ...
gosto dessa zona .

Um abraço

Espaço do João disse...

Alerta.
A sereia que veem é filha da jóia da coroa e minha. Nada de confusões,pois é uma sereia muito especial que nuitas das vezes mais parece uma orca. Nem sempre podemos aproximar muito, correndo o risco de sermos devorados.He. He. He.

Rubina disse...

Parece realmente muito bonita. Que sorte viver lá perto :)