domingo, 20 de abril de 2008

Antes da Morte

Lembram-se desta imagem? Por cá tem feito um tempo pouco convidativo. Esta tarde estranhei que seus biquinhos não saiam fora do ninho. Fui ver o que se passava , já que seus pais não se aproximavam do ninho. Qual não foi o meu espanto encontrei-os todos mortos. Sei que por estas alturas muitos agricultores , estão a polverizar as árvores de fruto com pesticidas, se calhar foram mortos pelos insectos empestados. Fui verificar outras nidificações nas redondezas e deparei-me que em alguns outros ninhos aconteceu a mesma coisa. Não admira que por este andar também não sejamos envenenados com semelhantes productos aplicados nas várias sementeiras e fruteiras. O maior predador do plameta terra anda a poluir tudo e todos. (O HOMEM). Eu bem sei que há muitas pragas que devem ser combatidas, mas conheço países Europeus em que os agricultores aplicam os pesticidas sob olhares dos entendidos na matéria e ,em alguns casos não vendem pura e simplesmente certos pesticidas , pois os mesmos productos estão sob vigilância. Infelizmente em Portugal vende-se de tudo sem quaisquer escrúpulo . Acreditem na raiva que se apoderou de mim! Assim vai o mundo podre em que vivemos.

6 comentários:

Nelio disse...

Meu deus que tristeza,Ho João não quero acreditar nisto que acabei de saber.....que revolta sem poder fazer nada que os possa ajudar agora,infelizmente é isso que acontece e está ao alcance de todos....
Quantos e quantos infelizmente já não estão entre nós porque acham que o melhor remédio para todos os males é pôr termo á vida????desde miudo ouvia falar ,tal fulano ou tal fulana deu cabo de si com produtos de tratamento na agricultura,muita gente mesmo e porquê???porque não tinham muitas vezes o cuidado de o guardar bem guardado ou de o utilizar mal....por outro lado já raramente vejo joaninhas por cá e elas que são tão nossas amigas e combatem a cochonila,porquê???por nossa culpa....Lamento muito amigo era uma alegria vê-los a pedir comer aos pais e .......

ameixa seca disse...

Estou parva da minha vida. A esperança de Primavera esmoreceu. Ficou tudo mais cinzento agora. Padece sempre quem não tem culpa. O dia acabou de ficar mais triste :-(

Bichodeconta disse...

Eu não tenho culpa de amar a natureza, as lágrimas correm descontroladamente, um nó aperta, sufoca a garganta.. O mundo caminha no sentido da destruição e nós assistimos impávidos.. Pobres andorinhas... Para onde caminhamos nós????????Um abraço, ell

Um Momento disse...

...........
Nem sei que te diga meu Querido Amigo...
Não sei mesmo...

Abraço de lágrimas nos olhos !!!!

(*)

Pandora disse...

Eu adoro andorinhas.
Estas coisas fazem-me ficar furiosa com os humanos que só pensão em si e no seu dinheiro, como se não ouvesse mais nada para além disso. Também tenho uma pequena horta, que se encheu de afideos. As joaninhas apareceram mas são poucas e não dão conta do recado, então eu resolvi o problema com água e sabão!
Uma boa sabonária, dentro de um borrifador e toca a pulverizar a bicharada. Não se vão todos embora, mas as plantas resistem e recuperam. As joaninhas continuam por lá e os passarinhos abundam... claro que também comem muitas sementes e arrasam com algumas sementeiras, mas a verdade é que também eles têm um papinho para encher.
Gostei do teu castelo.
Beijos.

Pascoalita disse...

OH! OH! OH!
Agora fiquei mesmo com pena. Tadinhos. Mas tens razão, o homem é o maior predador da natureza :((