segunda-feira, 29 de junho de 2009

Nascer em cativeiro

Tão triste quem nasceu para a liberdade, ter nascido em cativeiro
Posted by Picasa

13 comentários:

ameixa seca disse...

Concordo completamente. Por isso nunca tive pássaros como animais de estimação. Tenho o meu pato mas não está preso, anda por aqui :)

Conversa Inútil de Roderick disse...

Mas nasceu e provavelmente terá muitas hipoteses de sobrevivência! E a liberdade pode estar ao seu alcance...

Perla disse...

Também quem nasce livre, para a liberdade, está sujeito a perdê-la... e isso também é triste: que homens subjuguem outros homens. No entanto, é triste nascer em cativeiro...
(ainda há dias o marido fez a primeira experiência de ovos em chocadeira eléctrica... nasceram uns belos pintos, mas tive tanta pena de os ver sem mãe! - isso também é triste!)

Obrigada pela visita
Bjs

Pascoalita disse...

Plenamente de acordo, João-

Faz-me imensa pena ver bichos viverem uma vida inteira presos. Não é certamente o caso desses seres aí, que em breve ganharão a sua liberdade.

Um beijo

Concha disse...

A liberdade é subjectiva, muitas vezes pensamos que a temos e estamos em cativeiro... Concerteza que esta pequena ave vai ser tratada com carinho, é assim que eue quero pensar.
Na minha ifância,tive pássaros em gaiolas e achava-os tão felizes, todas as manhãs cantavam, voavam de varão em varão...nós abríamos a porta colocavamos a alpista a água e eles permaneciam lá cantando!
Que saudade!!!

VANUZA PANTALEÃO disse...

Oi, João!
Que saudade desse Paraíso!
Deus te abençoe, amigo!!!Bjs

Rose disse...

João, que pássaro é este?

São disse...

"Antes ser pardal na rua do que rouxinol na prisão" , já alguém o disse...


Quanto a Michael , parabéns pelo post que tem afinidades com o que eu também publiquei.


Um abraço, companheiro.

Ana disse...

Também entendo que deviam dar liberdade aos passarinhos, sinto-me triste quando os vejo fechados. Papagaios acorrentados, caturras em gaiolas pequenas... Porque terão que estar presos? Que mal fizeram?
Acho que ninguém gosta de se sentir preso a nada, até no amor deve haver liberdade.
Adorei esta bela imagem e esta mensagem que transmitiste.
Um grande beijinho.
Ana Paula

Laura disse...

O homem sempre gostou de aprisionar os seres que acha menos inteligentes que ele, e, vai daí!...
Não tarda todo o pesadelo terá acabado, e, todos viverão nos seus habitats naturais e deixaremos de ser os seus carrascos, mesmo tratando-os bem, eles precisam de liberdade...
Beijinhos a ti e à nandinha, da laura.

Bichodeconta disse...

Cá pra mim abria a porta e pronto...

Ana disse...

E como me cativaste com este cativeiro cá estou eu de novo.
Gostava muito que fosses ao meu Be Happy, tenho lá um selo para ti do Blog Dourado porque este teu espaço fantástico merece, e um postalzinho da minha cidade de Aveiro, que fiz para os meus amiguinhos.
Jinhosssss
Ana Paula

Bichodeconta disse...

São lindos, mas gosto de os ver esvoaçar em liberdade.